Blog / CLIPPING

TENDÊNCIA VERÃO 2016 - CROCHÊ E MOVIMENTO SLOW-FASHION

Tendência Verão 2016 - Crochê e Movimento Slow-Fashion


(Texto originalmente publicado no jornal A Folha de Torres-RS).

Em 2012 o WGSN considerado maior portal de tendências do mundo, já mencionava o crochê como uma grande aposta, no entanto somente depois de três temporadas de muita insistência ele foi aceito e promete dominar a próxima estação.

Se em 2015 ele apareceu tímido em biquínis e tops, no verão 2016 ele sai do básico para produções mais elaboradas e cheias de estilo. Esqueça o conceito de crochê cafona, pobre e sem referências da vovó, ele agora agrega apelo fashion, mudou seu formato e possui bom acabamento.

Os produtos feitos a mão ganharam força nos últimos anos, é o chamado movimento slow-fashion,             que visa desacelerar a moda e incentivar um processo sustentável, dando prioridade a outros quesitos como durabilidade e criatividade.

Algumas marcas nacionais como “Jô de Paula” utilizam o trabalho de artesões cearenses. Durante a produção eles podem opinar sobre a criação das peças. Dessa forma a marca deixa de ser escrava da moda, agregando valor aos produtos. Esse método mais lento torna a produção limitada, permitindo ao cliente ter peças exclusivas e com maior apelo emocional.

Se você ainda não sabe como absorver o crochê ao seu guarda roupa, ai vão algumas dicas:

  • Opte por linhas e pontos finos, os pontos largos e linhas barbantes deixam as peças com cara de almofada da casa da vovó;
  • Misture peças artesanais com roupas de tecidos nobres;
  • Looks totalmente tramados, só ficam bem para ambientes praianos;
  • Vale misturar regatas de crochê com saias longas,
  • Vestidos e saias artesanais combinam com camisas jeans.
  • Os coletes e tops de crochê são as peças da estação, invista neles!

Designer de Moda.

Empreendedora e criadora de conteúdo.

 

 



"Todos os nossos conteúdos do site Géssica Carneiro são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa dos criadores do site, mesmo citando a fonte."


Compartilhe: